CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  Sunday, 22 de April de 2018
 
26 de May de 2015 - 08h05

Jovem cria projeto social e mobiliza estudantes da UFMS

Estudante de Engenharia Elétrica Mateus Issa mobiliza a Atlética de Engenharia para fazer doações à asilo

GABRIELLA FERNANDES E GABRIELA GALVÃO
Grupo que participou da primeira ação no Lar do IdosoGrupo que participou da primeira ação no Lar do Idoso  (Foto: Divulgação Amigos do Dr. Homero)

O estudante de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Mateus Issa, 25, criou há dois meses o grupo de caridade Amigos do Doutor Homero, seu avô que faleceu há 10 anos de câncer. Como forma de gratidão àquele que considera seu pai,  mobilizou estudantes para ajudar instituições de caridade. A iniciativa foi realizada com a Associação Atlética Acadêmica de Engenharia da UFMS, que é composta por 579 associados e teve apoio da Atlética de Arquitetura.

O ingresso para entrada num dos eventos da Atlética de Engenharia, destinado ao Grupo, foi  um quilo de alimento não perecível ou uma fralda geriátrica. Issa afirmou que "aproximadamente 100 pessoas estiveram no local".  As doações recebidas foram entregues ao Asilo Lar do Idoso localizado no Bairro Nova Lima, no dia 26 de abril. Além da entrega do material, nove jovens visitaram o asilo e promoveram momentos de  lazer com os residentes. 

Issa relata que a relação com seu pai biológico sempre foi muito conturbada e que seu avô Homero substituiu o pai e explica que, “eu e um grupo de amigos, formado principalmente por pessoas de Engenharia Elétrica da UFMS, Atlética da Engenharia e outros voluntários participam do projeto, que é filantrópico, sem fins lucrativos e visa ajudar instituições de caridade”.

Em maio, as atividades ficaram prejudicadas em razão dos compromissos acadêmicos. Issa comenta que a divulgação para fazer arrecadações é realizada mensalmente e a visita é feita no último domingo do mês. A próxima está prevista para o mês de junho e será novamente no Lar do Idoso.

Issa ressalvou que a engenheira civil, Camila Dourado foi fundamental para criação do projeto, “ eu tive a ideia  há  3 ou 4 anos. Eu não tinha muito apoio, o pessoal ficava meio desconfiado. Aí final do ano passado, em uma conversa mais séria com a Camila, ela disse: ‘vamos fazer e acontecer’. Aí esse ano, bolamos a arte e começamos a divulgar para nossos amigos, começamos a trabalhar em três ou quatro dias aconteceu”.

Camila Dourado é ativista em vários projetos de caridade no Centro Espírita que frequenta, considera a iniciativa de Issa importante, “embora seja obrigação do governo garantir os direitos fundamentais ao cidadão, o que a gente puder fazer para ajudar o próximo independente de religião é importante. Tem muitas pessoas abandonadas, largadas no mundo precisando de ajuda”.

Issa também fundou há um ano e meio o Homero Futebol Clube, time de Futebol de Salão em homenagem ao seu pai com o apoio de amigos. Marcos Vinicius de Lima, 21, amigo de Mateus desde o ingresso à faculdade, participa no projeto e no time.  Lima ressalta que, " os amigos abraçaram a causa, principalmente do projeto Amigos do Doutor Homero."

Lima relata que o projeto mudou suas atitudes em relação as pessoas. Ele destaca que “antes do projeto, nós não ligávamos tanto em fazer o bem, reparar nas nossas atitudes com as pessoas, e depois do projeto nós começamos a prestar mais atenção na forma de lidar com as pessoas”.

Serviço

Para quem deseja participar do projeto, os telefones de contato são 9245-5963 (Camila Dourado) ou 9237- 1787 (Lorena Soraide). Mateus Issa reforça que a ajuda pode ser por meio de doações ou com a participação no dia da visita.

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2018 Primeira Notícia