CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  Sunday, 19 de August de 2018
 
14 de May de 2018 - 13h43

Campanha de imunização contra a gripe busca atingir 90% da população da Capital

Vacinas para imunização contra o vírus Influenza estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde até 1 de junho

CARLOS YUKIO, DANIEL CATUVER, RENATA VANINI
Stands na praça Ary Coelho foram montados para agilizar o processoStands na praça Ary Coelho foram montados para agilizar o processo  (Foto: Carlos Yukio)

A Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) iniciou a campanha de vacinação contra a gripe, que acontece entre os dias 24 de abril e 1 de junho, no município de Campo Grande para imunizar a população contra o vírus Influenza. A coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Sesau, Mariah Barros afirma que a meta neste ano é imunizar 90% da público-alvo. Para atingir este objetivo, desde o último dia 28 a Sesau instalou um trailer na Praça Ary Coelho, no centro da capital, para atender a população de segunda a sábado, além de oferecer as doses da vacina nas 67 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs).

A Sesau, até o dia nove deste mês, vacinou 90,1 mil pessoas dentro da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, o que representa 45,6% do público-alvo. O quantitativo inclui apenas os grupos de risco definidos pelo Ministério da Saúde, para os quais são reservadas as vacinas - idosos com mais de 60 anos, professores, puérperas, trabalhadores da saúde, crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, gestantes, pacientes com comorbidades.

A médica infectologista Priscilla Alexandrino afirma que a vacinação e algumas práticas como evitar lugares com aglomeração e a higienização das mãos podem diminuir consideravelmente o risco de contaminação. “Algumas formas de prevenção são fundamentais. A vacina é extremamente eficiente. Após a vacinação, pode-se demorar de 14 a 21 dias até que a pessoa esteja imunizada. Então quanto antes vacinar, melhor. E também evitar levar as mãos nos olhos ou na boca. O vírus pode permanecer na superfície por até 48h.” 

Priscilla Alexandrino recomenda, ainda, que as pessoas que estiverem doentes devem evitar ir ao trabalho ou à escola para conter a proliferação do vírus, e que procurem um médico. O ideal é permanecer em repouso.  

A diarista Apolinária Ramos Corrêa, 61, foi até a praça Ary Coelho se vacinar contra a gripe para se imunizar. “O ano passado já tomei. Estou com 61 anos, então é para tomar mesmo, não é? (...) Precisou só do cartão do Sus. No meu bairro tem vacinação mas tinha muita fila, então vim para cá. Ajudou bastante. A gente vem na cidade, passa ali e toma.” 

A dona de casa Marilene Salazar de Lima, 47 anos, faz parte do grupo de risco e se vacinou no trailer da Sesau. “Vim tomar porque sou diabética e por causa da gripe. Vim na cidade e já aproveitei. No meu bairro, o Estrela do Sul, não tinha”.

De acordo com coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Sesau, Mariah Barros o município receberá as doses da vacina em oito etapas. Para se vacinar, o paciente deve comparecer a um dos postos de atendimento médico com o número do prontuário ou o cartão do Sistema Único de Saúde (Sus).

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2018 Primeira Notícia