CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  Friday, 22 de June de 2018
 
7 de October de 2014 - 17h01

Violação de direitos é destaque no Dia Mundial do Idoso

Secretaria Municipal de Assistência Social promoveu evento para conscientizar a população

PATRICK ALIF E VICTOR HUGO SANCHES
Idosas tem palestra sobre a conscientização da exploração idosaIdosas tem palestra sobre a conscientização da exploração idosa  (Foto: Victor Hugo Sanches)

O Brasil teve de janeiro a setembro deste ano 757 denúncias de violação aos direitos dos idosos, segundo a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Para conscientizar a população sobre este tema, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) realizou no dia 1º de outubro, Dia Mundial do Idoso, uma ação para discutir os crimes e a exploração cometidas contra estas pessoas.  

O presidente do Conselho de Defesa da Pessoa Idosa de Mato Grosso do Sul, João Carlos Scaff, explica que o órgão tem a função de reforçar os direitos aos idosos e assegurar que eles sejam respeitados no estado. “Nosso problema hoje é que a sociedade compreenda que os direitos dos idosos devem ser respeitados por lei e bom senso. Este conselho trabalha com questões como o direito da pessoa idosa aos passes de ônibus intermunicipais, acessibilidade e contra a exploração da pessoa idosa”.

De acordo com a secretária Municipal de Assistência Social, Janete Belini, os idosos nos últimos anos tem buscado o cumprimento dos seus direitos. “Com o avanço da politica de apoio aos direitos da pessoa idosa, eles são encorajados a denunciar as violações que sofrem, mas ainda é preciso avançar neste quesito”.

A aposentada Amália Araújo, 74, compareceu ao evento. Ela acredita que é fundamental a conscientização do idoso por seus direitos. Amália Araújo foi vitima de agressão por parte de uma jovem. “Outro dia fui agredida na Avenida Afonso Pena, por uma menina que me empurrou. Eu não fui denunciar, porque sei que para o processo chegar ao poder judiciário, é um longo tempo”.

A juíza de Primeira Instância da Vara da Infância, da Juventude e do idoso do Fórum de Campo Grande, Katy Braun do Prado, explica quais são as principais denúncias que envolvem a exploração dos idosos. “Dos processos que nós temos, a exploração de idosos pelos filhos que utilizam substâncias psicoativas, as violências físicas e os casos de negligência são os mais frequentes”.

De acordo com Amália Araújo, os direitos da pessoa idosa nos âmbitos municipal e estadual não são respeitados. “O Estatuto do Idoso criado pelo governo federal é bom, mas a Prefeitura de Campo Grande e o governo estadual não se importam e não executam as ações propostas por lei. Desse modo, nós idosos somos prejudicados quando, por exemplo, precisamos andar nos ônibus do município e nossos direitos são constantemente violados. Não existe um meio eficaz de denúncia para este tipo de situação”.

O prefeito Municipal de Campo Grande, Gilma Olarte, explica que as políticas públicas para a terceira idade são fundamentais. “Os direitos dos idosos representam qualidade de vida para eles e para toda população. Se os idosos estão saudáveis e com disposição, os familiares ficam satisfeitos e temos uma sociedade melhor.”

Para realizar denúncias de violação aos direitos dos idosos, disque 100.

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2018 Primeira Notícia