OPINIÃO

O Canal da Prioli

Maria Eduarda Schindler, de Campo Grande12/07/2020 - 15h45
Compartilhe:


Gabriela Prioli, uma advogada formada na Universidade Presbiteriana Mackenzie, que obteve seu grau de mestre em Direito Penal pela Faculdade de Direito de São Paulo, ganhou os olhares da sociedade após estrear no programa “O Grande Debate”, na recém CNN Brasil, como comentarista política junto com o polêmico Caio Coppolla e, mais tarde, com Tomé Abduch,  contando com Reinaldo Gottino como interventor. Ao anunciar sua saída do programa com apenas 15 dias de atuação, após ser constrangida pelos companheiros do programa e levantar a pauta Ciência x Achismo, Prioli ganhou ainda mais popularidade nas mídias e nas redes sociais.

Com a fama, criou o canal no youtube "Gabriela Prioli", com vídeos toda terça, quinta e sábado – se você quer conhecer a história dela, recomendo a playlist de quatro vídeos “Me Apresentando”, disponível em seu canal, talvez mude sua visão “menina loira patricinha”. O canal aborda assuntos sociais e políticos que geralmente estão nos acontecimentos factuais, e como toda política tem um “q” de polêmica, isso não faltaria em suas abordagens. O canal já soma mais de 50 vídeos. A forma como Prioli aborda os assuntos demostra que sabe manusear com maestria as pautas cabeludas do cotidiano brasileiro, geralmente bastando só ela e a câmera.

Dentro do seu canal estão disponíveis as lives feitas no seu Instagram, com a cantora Anitta, em que, por meio de uma conversa informal, Prioli tenta explicas conceitos políticos para a popular cantora “leiga” no assunto. Elas já abordaram, por exemplo, “O que é direita e o que é esquerda?” e “Quais são os Três Poderes?”, temas recorrentes, mas que dificilmente são plenamente compreendidos. Podemos dizer que a parceria foi puro marketing, uma jogada para conseguir maior público, mas é inegável que a  política sempre foi um assunto necessário, ainda mais nos dias atuais.

Uma estrela em ascensão ou um meteoro de passagem? Ainda não podemos dizer o que Prioli representa, mas ao entrar no seu canal você vai de três, 1) invejando sua dicção; 2) achando uma conversa um tanto quanto cansativa ou 3) entendendo um pouco mais de política. Eu, particularmente achei os três.
 

Compartilhe:

Deixe seu Comentário