CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  Friday, 21 de September de 2018
 
27 de May de 2014 - 11h32

UFMS realiza curso sobre Direitos da Criança e do Adolescente para jornalistas

YASMIN REZENDE
Público participa da palestra do professor Dr. Edson SilvaPúblico participa da palestra do professor Dr. Edson Silva  (Foto: Yasmin Rezende)

O curso de Jornalismo da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) e o Programa  Escola de Conselhos da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Acadêmicos (PREAE) realizaram o curso "Mídia e Direitos Humanos da Criança", que teve início no dia 29 de abril e terminou no dia 20 de maio, em Campo Grande. O evento foi realizado para profissionais da área de comunicação e para acadêmicos.

O papel da imprensa na divulgação de notícias relacionadas aos direitos humanos de crianças e adolescentes possibilitou discussão sobre a temática entre os profissionais de jornalismo, palestrantes e acadêmicos.

A palestra, do primeiro dia, foi realizada pela advogada  da  Organização Internacional do Trabalho (OIT/Brasil), Thaís Dumêt, que falou sobre a situação das crianças no contexto da violência. Segundo ela, "devemos provocar e discutir, romper é a palavra-chave quando pensamos sobre a importância de preservar os direitos da criança e adolescente. Parar de culpar as crianças é o primeiro rompimento necessário".

Prof. Dr. Marcos Paulo da Silva. Foto: Yasmin Rezende.

O último dia teve a participação do coordenador do curso de Jornalismo DA UFMS, professor Dr. Marcos Paulo da Silva, que explicou conceitos de cidadania e o atual dilema da "demasiada" exposição na internet das crianças. "O cenário atual é um dilema ético, a preservação da inocência das crianças ficam em segundo plano quando expostas na mídia, por exemplo, 97% das crianças cujos pais utilizam internet também navegam, é de se assustar".

Materiais informativos e livros foram distribuídos gratuitamente para o público durante os dias do evento, como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O último dia de curso foi ministrado pela jornalista do Gira Solidário, Fernanda Pereira. Ela destacou que "alguns termos usados incorretamente só impulsionam a culpabilização da criança ou adolescente, os jornalistas precisam se informar, precisam comunicar a sociedade com os termos corretos, ir além do lead".
Jornalista do Gira Solidário, Fernanda Pereira. Foto: Yasmin Rezende.

A estudante de psicologia e estagiária da Escola de conselhos UFMS, Rafaela Della Santa falou como surgiu a proposta para criação do curso.

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2018 Primeira Notícia