CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  Sunday, 27 de May de 2018
 
8 de May de 2018 - 16h40

Jogos Urbanos incentivam integração entre as comunidades indígenas e "não indígenas"

Os Jogos que estavam paralisados desde 2015 e foram reativados pela Prefeitura neste ano

DIEGO EUBANK, JOÃO VICTOR REIS E RAIRA REMBI
O cabo de guerra é uma das modalidades praticadas nos Jogos Urbanos IndígenasO cabo de guerra é uma das modalidades praticadas nos Jogos Urbanos Indígenas  (Foto: Diego Eubank)

A Prefeitura de Campo Grande e a Fundação Municipal do Esporte (FUNESP) retomaram o projeto dos Jogos Urbanos Indigenas após três anos paralisado. Os Jogos realizam a integração das comunidades indígenas existentes em Campo Grande e a população. No evento os participantes competem esportes como vôlei, futebol, como também pratícas tipícas dos indigenas, como arco e flecha, cabo de guerra e lançamento de lança.

A professora de Educação Física e coordenadora dos Jogos Urbanos Indígenas, Elci FIguereido relata que os Jogos, que ocorriam anualmente até 2015, foram paralisados por questões administrativas. “O retorno é para comemorar o dia do Índio junto com a comunidade indígena. Mato Grosso do Sul, tendo a segunda maior população de povos indígenas necessita de ações que celebrem a cultura desses povos. Por questões administrativas, nós tivemos que paralisar em sua 11ª edição. Esse tipo de evento quanto mais tiver mais valorização vamos estar dando, como forma de combater o preconceito, violência e outros tipos de ações negativas contra essas comunidades. ”

De acordo com Elci Figuereido, a resposta da comunidade para o evento foi positiva. “A gente está tentando fazer nossa parte. Dentro do nosso calendário da Funesp, nós estamos prevendo que irá ocorrer em todos os anos. A resposta foi boa, temos 19 comunidades participando, aumentou o número de participantes em relação as edições anteriores. E além de participarem dos jogos, as comunidades indígenas estão planejando os detalhes junto com a gente. ”

Para o presidente da FUNESP, Rodrigo Terra esse é um evento importante para Campo Grande. “Primeiro por conta da população indígena em Campo Grande, uma das maiores do Brasil. Segundo pelo fato de nós termos inúmeras comunidades indígenas urbanizadas e que precisam de eventos como esse para aumentar a autoestima e incentivar a pratica do esporte de lazer como forma de vida. A comunidade se planeja, monta equipes, treinas, criando políticas de atividades físicas e consequentemente melhorando a qualidade de vida. ”

De acordo com Terra, o evento integra as comunidades indígenas com os “não indígenas”. “Um evento como esse, de celebração, tem a capacidade de integrar as comunidades indígenas entre si e entre as outras comunidades. A comunidade indígena é realçada, as pessoas param para olhar e pensar, é um momento importante para a gente refletir sobres essas comunidades que muitas vezes são esquecidas, colocar luz para comunidades que tem menos cuidados do que deveriam ter.”

O cacique da tribo Darcy Ribeiro, Delniro Candelário relata que ações como os Jogos Urbanos e a revitalização do Memorial da Cultura Indígena são de importância para as tribos. “Certo momento as vezes nós somos abandonados pela prefeitura quando procuramos, mas neste momento nós estamos se reagrupando e buscando nossos direitos como cidadãos. É importante na disciplina na ajuda da criação dos filhos, é uma satisfação muito grande ver alguém nos ajudando dessa forma. O trabalho que existe dentro da Prefeitura de Campo Grande tem nos ajudado.  A comunidade indígena é vista geralmente como sem união, mas geralmente é por causa dos partidos políticos que nos separam.”

Segundo o cacique, as comunidades urbanas são discrimadas pela a população. “Ainda existe um julgamento com os indígenas urbanos, como se não fossemos mais indígenas. Mas o que acontece é que a gente procura um espaço para ser realçado, para ter atenção. Nós vamos estabelecer nossa cultura, nossos hábitos. ”

O antropólogo Antonio Hilário afirma que além das iniciativas da Prefeitura, devem ser realizadas diversas outras ações para estabelecer uma relação harmonica com as comunidades indígenas.

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2018 Primeira Notícia