CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  sexta, 22 de setembro de 2017
 
11 de fevereiro de 2016 - 15h13

Jogadores de Campo Grande são convocados para Seleção Brasileira de Futebol Americano

Dois jogadores do time amador Campo Grande Gravediggers viajam em abril para treinamento

GABRIELA GALVÃO E GABRIELLA FERNANDES
Os jogadores convocados são Gilmar Simiolini e Murilo GalassiOs jogadores convocados são Gilmar Simiolini e Murilo Galassi  (Foto: Gabriella Fernandes)

A comissão técnica da Seleção Brasileira de Futebol Americano divulgou no dia 29 de janeiro a relação de jogadores do Brasil para participarem de um treinamento e compor a equipe nacional. Dois jogadores de Mato Grosso do Sul foram convocados, o quarter back Gilmar Simioli e o defensive back Murilo Galassi, ambos do time Campo Grande Gravediggers. Pesquisa feita por Global Web Index e Statista mostra que o Brasil tem 19,7 milhões fãs do esporte e está atrás de Estados Unidos e México.

O diretor estadual da comissão avaliadora, João Vaz, explica que “foram indicados atletas de todos os estados, a partir de seus diretores estaduais que enviaram vídeos feitos pelos atletas com seus melhores momentos para serem avaliados pelos técnicos da Seleção”. Vaz ressalta que após esse crivo, os aprovados foram convocados para o treinamento. Segundo Vaz, os atletas das regiões Norte e Centro-Oeste realizarão a capacitação de 1 a 3 de abril em Cuiabá. 

quarterback Gilmar Simioli joga no ataque, ele compõe o time amador de futebol americano Campo Grande Gravedigers desde 2010. Simioli afirma que sua convocação se deve ao bom rendimento do time no ano de 2015. Ele ressalta que “as expectativas são muitas para o acampamento, de garantir uma vaga e ainda fazer muitos contatos”. O vídeo enviado possibilitou sua convocação à Seleção Brasileira.

defensive back Murilo Galassi atua na defesa e aguarda a chegada do treinamento. "A expectativa é muito grande, não vejo a hora de chegar esse grande dia, vou colocar tudo que eu aprendi em prática”. Ele atribui sua convocação à boa atuação do time dentro e fora de campo. 

Campo Grande possui dois times de futebol americano, o Campo Grande Gravediggers criado em 2008 e o Predadores, formado no ano passado pela união dos times “Cobras” e “Jacarés do Pantanal”. O Gravediggers participou do Campeonato Paulista e foi vice-campeão, perdeu na final para o São Paulo Storm. O time participou do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano, e não se classificou para as fases finais. A equipe finalizou o ano com doze jogos, nove vitórias e três derrotas. O time é amador e os próprios jogadores financiam seus equipamentos.

A fã de futebol americano Juliane Schlautman acompanha o esporte há três anos e acredita que a modalidade cresceu. Ela afirma que “antes parecia que ninguém conhecia, hoje, ele está presente em vários canais de TV a cabo”. Juliane Schlautman percebe também nas lojas o aumento de camisetas e bonés com essa temática.

O futebol americano

O futebol americano é um esporte coletivo que tem por objetivo ganhar territórios, o jogo é dividido em quatro tempos de quinze minutos. Possui três divisões de time, o ataque, a defesa e o time especialista. O ataque tem a meta de chegar até o lado oposto do campo e a defesa, impedir que o outro time avance para o seu lado. O time especialista é utilizado em algumas situações específicas, como o chute inicial do jogo. 

O jogador do Campo Grande Gravediggers, Nicky Cavana explica a função do quarter back, "ele é a cabeça do time de futebol americano, o camisa dez em um jogo de futebol normal, o armador". Cavana afirma que os jogadores que atuam nessa posição montam e distribuem todas as jogadas. "Nos Estados Unidos são eles quem recebem os maiores salários". Sobre o jogador que atua como defensive back, ele explica que seus principais adversários são os recebedores. Cavana ressalta que " O jogador  tem que ser rápido e ter uma boa leitura de jogo para marcar e segurar o adversário".

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2017 Primeira Notícia