CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  Thursday, 24 de May de 2018
 
20 de November de 2017 - 09h06

UFMS é a primeira universidade pública do estado a oferecer curso de Bacharelado em Educação Física

O Conselho Universitário aprovou a criação do curso com 40 vagas anuais e a UFMS terá graduações em Licenciatura e Bacharelado em Educação Física

DOUGLAS FERREIRA, IGHOR AVANCI E SILVIA SOUZA
Pró-reitor de graduação da UFMS, Ruy Correa Filho.Pró-reitor de graduação da UFMS, Ruy Correa Filho.  (Foto: Douglas Ferreira)

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (COUN) aprovou, em outubro deste ano, a criação do curso de Bacharelado em Educação Física. Para o curso serão disponibilizadas 40 vagas no turno integral. O ingresso será por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU). Segundo o pró-reitor de Graduação (PROGRAD), Ruy Correa a criação do curso decorreu a partir de proposta dos professores do curso de Licenciatura em Educação Física.

Em Mato Grosso do Sul, somente as universidades particulares oferecem o curso Bacharelado em Educação Física. As universidades públicas, como a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), ofertam somente cursos de licenciatura em Educação Física.

Correa afirma que a criação do novo curso é justificada pela necessidade da região. “Olhando as condições que tínhamos, mais o desejo de muitos egressos nossos [da UFMS] de fazer o curso de bacharelado, decidimos então atender a nossa sociedade com ensino público e gratuito de qualidade, resolvemos criar o curso de Bacharelado em Educação Física”. O curso iniciará em 2018 com oferta de disciplinas do primeiro semestre.

O coordenador do curso de Educação Física - Licenciatura, Marcelo Victor da Rosa explica que as disciplinas do bacharelado serão semelhantes as que existem na licenciatura, assim, o acadêmico que graduar em um dos dois cursos, seja bacharelado ou licenciatura, possa ter maior aproveitamento para concluir a segunda graduação. “O diferencial é o foco, o bacharel é mais voltado para a saúde e nos esportes, ao contrário da licenciatura que é voltada para a escola”. 

Segundo Rosa, o mercado de trabalho de Campo Grande para o profissional da área não se restringe ao escolar e acadêmico, o bacharel em Educação Física pode atuar na área da saúde e dos esportes. Rosa afirma que atualmente os alunos de licenciatura tem suas áreas de estágio limitadas por determinações do Conselho Regional de Educação Física (Cref11/MS). "Pensamos na possibilidade de expandir, crescer o curso de educação física da universidade federal e tendo mais um curso isso é mais possível". 

Lucas Miralles é candidato ao curso de Bacharelado em Educação Física da UFMS. "Minha expectativa do bacharelado é que na licenciatura não iria ter a abrangência que eu gostaria de ter na minha formação acadêmica". Miralles fez o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) deste ano e aguarda o resultado para inscrição no Sistema de Seleção Unificada (SISU). "Os outros projetos que tem na educação física vão poder completar minha formação, para conseguir também transmitir meu conhecimento depois". 

O acadêmico do curso de Educação Física - Licenciatura, Maurício Gauna garante que o bacharelado será importante para a UFMS. Gauna diz que o problema será o quadro de professores, a quantidade atual não será a suficiente para lecionar nos dois cursos. 

O acadêmico do curso de Educação Física - Licenciatura, Lucas Barbosa afirma que o mercado de trabalho em Campo Grande é amplo. "Acho uma iniciativa muito importante para a educação física no âmbito nacional". Segundo Barbosa não há estrutura para o novo curso. "Creio que a universidade não está preparada para receber um novo curso, porque ela exige uma estrutura diversificada e a que temos na faculdade não atende essas necessidades". 

Serviço

Os candidatos ao curso de Bacharelado em Educação Física deverão se inscrever no SISU ou Vestibular oferecido pela UFMS. Para os portadores de diploma, o processo seletivo é diferenciado, mesmo para os egressos da Universidade.

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2018 Primeira Notícia