Campo Grande23º MIN30º MAX
DESTACOM

Alunos do Ensino Médio participam de curso introdutório sobre programação para celular

O projeto Despertando Talentos em Computação ofertou 50 vagas para os interessados na área

Beatriz Camargo, Isabelly Melo e Natália Oliveira, de Campo Grande25/09/2017 - 15h25
Compartilhe:

Alunos do ensino médio de escolas públicas e privadas da capital começaram no dia 18 de setembro um curso introdutório de programação para celular, promovido pela Faculdade de Computação (Facom), da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O curso faz parte do projeto Despertando Talentos em Computação (Destacom) e tem como objetivo atrair o interesse dos alunos para seguir carreira na área. No final do programa os participantes entregam um aplicativo próprio. 

       Adenésio Mariano comenta sobre seu aplicativo.
       (Foto: Isabelly Melo)

O projeto ocorre desde 2012 e em cada edição tem uma temática diferente.  Neste ano, o tema escolhido é smartphones, pelo interesse dos jovens.

O aluno do segundo ano do ensino médio, Adenésio Mariano, 16, da escola Estadual Valdemir Barros da Silva, é um dos participantes, “eu achei o curso bem interessante, promete coisas inovadoras, é uma oportunidade bem legal eles terem aberto a Facom para nós, alunos do ensino médio, fazermos um curso aqui”.

O curso é dividido em três fases, a primeira é presencial, com duas aulas semanais,  onde os alunos têm acesso ao aplicativo com auxílio dos monitores e professores. Depois de conhecer a ferramenta, irão para segunda fase, a distância, para criação de um aplicativo próprio. Na terceira e última fase, os alunos retornam ao laboratório para exporem o trabalho realizado.

Os participantes têm o auxílio de quatro monitores, durante as aulas. Dois são bolsistas do projeto e dois são voluntários. Gabriel Menezes, 21, do curso de Engenharia de Software e Gabriel Pavan, 20, de Ciência da Computação são acadêmicos bolsistas, eles relatam que foi um desafio fazer o planejamento das aulas, porque muitos alunos nunca tiveram contato com programação. Menezes diz que os alunos não apresentaram dificuldades na primeira aula “a gente apresentou um aplicativo simples, para eles terem um contato inicial com a ferramenta, as partes iniciais”.

A professora colaboradora do Projeto, Graziela Araújo explica que o aplicativo utilizado é o app inventor, escolhido pelo layout de fácil acesso. A ferramenta, gerenciada pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (Massachusetts Institute of Technology), está disponível para download gratuito. A professora ressalta que o objetivo é despertar nos participantes, que estão na fase de decisão da futura profissão, maior interesse pela área. 

Compartilhe:

Deixe seu Comentário

Leia Também