CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  sexta, 22 de setembro de 2017
 
10 de novembro de 2015 - 15h42

Multimidialidade nos cibermeios é tema de pesquisa em ciberjornalismo

Pesquisas comprovam que as potencialidades da internet, como a difusão de vídeos, imagens e áudios ajudam na compreensão da informação para todos os públicos

IAGO PORFÍRIO E LETÍCIA ÁVILA
Ciberjornalismo foi um dos destaques das apresentações do SBPJor.Ciberjornalismo foi um dos destaques das apresentações do SBPJor.  (Foto: Letícia Ávila)

A inserção de conteúdos multimidiáticos, como áudios, imagens e vídeos em cibermeios foi tema de pesquisa apresentada no 13° Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). A pesquisa da estudante do Mestrado em Comunicação Amanda Brito defendeu a inclusão desses conteúdos para melhorar a compreensão das notícias.

Brito analisou diversos cibermeios e o uso de multimídia em matérias nos portais de notícias.  O ciberjornal laboratório do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Primeira Notícia foi um dos jornais estudados. Segundo a pesquisadora, "o jornal online Primeira Notícia trabalha a inserção de multimídias em suas matérias". Ela ressaltou a necessidade do aluno estar integrado com a produção de conteúdos multimídia. 

A jornalista participou pela primeira vez do Encontro e em sua pesquisa também abordou a importância das plataformas midiáticas, como vídeos, imagens e áudios para a inclusão da informação na sociedade. “Eu defendo o áudio para deficientes visuais, por exemplo, o vídeo para ter a capacidade de colocar legendas ou janelas em libras e o texto para enriquecer outros tipos de conteúdo”.

A jornalista Maressa Mendonça participou da produção do jornal e diz que o Primeira Notícia é bem próximo da realidade das redações. "Mesmo que os textos não fossem ao ar no dia da entrega, acho que a maior contribuição foi aprender a 'defender' a pauta". O jornalista Lairtes Chaves também passou pelo Primeira Notícia, quando este era conhecido como Escola da Prática. Chaves disse que a experiência foi interessante por permitir um contato direto com a notícia de internet. 

SBPJor

O Encontro teve apresentações de resultados de pesquisa por meio de grupos de debates e palestras dentro das áreas de pesquisa em Jornalismo, como por exemplo telejornalismo, radio, democratização digital, entre outras. A mestre em Comunicação pela UFMS, Fernanda França apresentou resultado de pesquisa sobre a história do ciberjornalismo em Mato Grosso do Sul. A jornalista identificou 328 cibermeios no Estado no período de 2012 a 2014 e comentou as mudanças do ciberjornalismo no decorrer dos anos. "No início os cibermeios apenas replicavam na internet o conteúdo produzido pelo impresso. Em seguida, passou por um período intermediário, em que tanto replicavam quanto produziam conteúdo online e hoje existe uma produção de matérias atualizadas". De acordo com França, “apesar das televisões e impressos terem seus sites, eles trabalham muito com o conteúdo em tempo real”.

O evento reuniu pesquisadores de vários estados, como o professor de jornalismo, Manoel Moabis, que leciona na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Ele falou sobre a importância do Encontro para a integração dos cursos de Jornalismo no país. “É um momento de atualização, uma vez que a gente fica inteirado das principais pesquisas que estão acontecendo na área pelos colegas. As mesas foram bastante importantes nesse sentido, as apresentações de trabalho também”. 

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2017 Primeira Notícia