CAMPO GRANDE19º MIN 26º MAX
Primeira Notícia UFMS
  sexta, 22 de setembro de 2017
 
17 de novembro de 2014 - 18h00

Tarifa de ônibus em Campo Grande está entre as mais caras do país

Valor de R$ 3 se iguala ao de grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro.

JOÃO MARCELO SANCHES E GUSTAVO ARAKAKI

A tarifa de ônibus do transporte público coletivo da capital está mais cara desde a quarta-feira (12). O passe, que anteriormente custava R$ 2,70, aumentou para R$ 3, um reajuste de 10,74%. A Prefeitura Municipal de Campo Grande (PMCG) divulgou a mudança do preço no sábado (8), mas o novo valor só passou a ser cobrado após a publicação em Diário Oficial.

Conforme nota da PMCG, o principal motivo da alta na tarifa foi o impacto do aumento de 5% no preço do litro do óleo diesel, divulgado pela Petrobras em outubro.

O Consórcio Guaicurus, que administra o serviço de transporte coletivo na capital, sugeriu um aumento de 13,33% baseado em valores gastos, o que elevaria a tarifa a R$ 3,06. Contudo, a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Agereg) negociou a redução em R$ 0,06, para chegar a R$ 3.

Apesar do reajuste ser inferior ao solicitado pela concessionária, o novo valor do passe de ônibus não agradou alguns campo-grandenses. O pintor Jaime Rodrigues Faria diz não concordar com o novo reajuste. "Eu pego seis ônibus por dia. Nós não temos um ônibus adequado. Pra quem pega o ônibus de manhã, está sempre muito cheio. Um caos. Eu acho um absurdo".

A professora Daniele Garcia também se mostra insatisfeita com aumento da tarifa. Segundo Garcia, os ônibus estão sempre lotados e não há justificativa para a mudança do preço. "É uma falta de respeito com o usuário. A tabela de ônibus no meu bairro é a mesma desde que sou pequena, no fim de semana é só um ônibus que passa por lá".

Com o reajuste da tarifa, Campo Grande fica entre as cinco capitais do Brasil com passe de ônibus mais caro. O preço se iguala ao de São Paulo e Rio de Janeiro, metrópoles em que o serviço oferecido é proporcionalmente maior e que contam ainda com redes de metrô e linhas de trem. Em Recife e no Distrito Federal, as passagens variam de R$ 1,40 a R$ 3.

De acordo com a Agência Municipal de Trânsito (Agetran), Campo Grande possui 166 linhas de ônibus e aproximadamente 225 mil pessoas utilizam o transporte coletivo diariamente. 

COMENTÁRIOS
 © Copyright 2017 Primeira Notícia